Votação: Você concorda com a(o) Tiffany jogar a liga Feminina?
Sim
14.81%
4 14.81%
Não
85.19%
23 85.19%
Total 27 votos 100%
* Você votou por este item. [Mostrar Resultados]

Avaliação do Tópico:
  • 0 votos - 0 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Tiffany, o trans jogando a liga de mulheres.
#11
(01-16-2018, 05:22 PM)star. Escreveu: Já vemos, a Cris Cyborg. Biologicamente ela é mulher, mas enfiou tanta testosterona e bomba pra dentro que é descomunal perante as outras. E aí? Porque ela enfiou bomba durante uma década pra dentro e tá limpa tem um ano, ela pode lutar no UFC? Ela já ganhou toda a força totalmente anormal para a categoria. Ela passou quase metade da vida enfiando mais testosterona pra dentro que homem.
A situação é a mesma, sou contrário à ambos os casos, só não da pra concordar de um e apoiar o outro.

Sou contra os 2, mas mesmo assim, acho pior no caso da pessoa ter nascido homem e ter feito um tratamento tardio, testosterona agindo desde a vida intrauterina da mudanças significativas vi uma endocrino falando, que para COMEÇAR a ter efeitos significativos da falta de testosterona, tem que ficar 14-15 anos sem... porra o cara ta a 1-2 anos..

Para barrar o dopping feminino como esse caso que você disse é so fiscalizar, agora o pessoal não ta indo contra por medo do politicamente correto, porra cria uma categoria para trans, ou joga no sexo que nasceu... Pq jaja, teremos homens batendo recordes na categoria feminina de 100m, 200m, salto em distancia, altura... e literalmente FUDERA a modalidade feminina


[size="5"]"Enquanto houver uma Estrela Solitária no céu, Urubu nenhum voa mais alto..!"[/size]

[Imagem: 117vkvp.jpg]
Responder
#12
(01-16-2018, 06:05 PM)Espinafre Escreveu: Sou contra os 2, mas mesmo assim, acho pior no caso da pessoa ter nascido homem e ter feito um tratamento tardio, testosterona agindo desde a vida intrauterina da mudanças significativas vi uma endocrino falando, que para COMEÇAR a ter efeitos significativos da falta de testosterona, tem que ficar 14-15 anos sem... porra o cara ta a 1-2 anos..

Para barrar o dopping feminino como esse caso que você disse é so fiscalizar, agora o pessoal não ta indo contra por medo do politicamente correto, porra cria uma categoria para trans, ou joga no sexo que nasceu... Pq jaja, teremos homens batendo recordes na categoria feminina de 100m, 200m, salto em distancia, altura... e literalmente FUDERA a modalidade feminina

O dia que isso acontecer o tilt vai ser grande, vai ser engraçado ver qual lado a galera vai defender.
Responder
#13
(01-16-2018, 05:22 PM)star. Escreveu: Já vemos, a Cris Cyborg. Biologicamente ela é mulher, mas enfiou tanta testosterona e bomba pra dentro que é descomunal perante as outras. E aí? Porque ela enfiou bomba durante uma década pra dentro e tá limpa tem um ano, ela pode lutar no UFC? Ela já ganhou toda a força totalmente anormal para a categoria. Ela passou quase metade da vida enfiando mais testosterona pra dentro que homem.
A situação é a mesma, sou contrário à ambos os casos, só não da pra concordar de um e apoiar o outro.

Eu não tinha pensado nisso menino estrela.
Até então achava a Cyborg super normal......ha ushUA HSUAHSUAS.

Eu não manjo dos efeitos que essas porras fazem no corpo, mas se ela ter ficado com poder de luta maior que 9999999 foi pelo "doping" durante a vida, é ilegal, por mais q no dia da luta ela esteja limpa. O ponto é como pegar isso?

Agora o filho de uma rampeira q quer virar menina, da pra identificar ^^

Zueiras a parte, é o mesmo caso, mas um se dopa pra virar o Toguro (aproveitando o Ress do PintoToguro) e o outro o Kurama.


[Imagem: rayrle.jpg]
Responder
#14
http://politica.estadao.com.br/blogs/ana...e-direita/

Fica ai para quem tiver interesse a descrição do rigor que um atleta feminina da mesma categoria passa frente ao que o cara ai passou.

Dai criem sua ideia do que é certo ou não.


Para mudar o post acima, basta baixar o código fonte, disponível na página do criador e alterá-lo. 
Responder
#15
(01-16-2018, 08:05 PM)Winglows-WFox[DW2] Escreveu: http://politica.estadao.com.br/blogs/ana...e-direita/

Fica ai para quem tiver interesse a descrição do rigor que um atleta feminina da mesma categoria passa frente ao que o cara ai passou.

Dai criem sua ideia do que é certo ou não.

O que essa notícia difere do que falei da cris cyborg? Mulher usou testosterona e bomba desde a adolescência.... mais de metade da vida construindo uma força absurda para a categoria. Tá limpa há um ano, tá valendo?
Responder
#16
(01-17-2018, 01:18 AM)star. Escreveu: O que essa notícia difere do que falei da cris cyborg? Mulher usou testosterona e bomba desde a adolescência.... mais de metade da vida construindo uma força absurda para a categoria. Tá limpa há um ano, tá valendo?

Não entendi qual questão você está tentando levantar.

É exatamente sobre isso que a Ana Paula fala no texto.

O caso da Tiffany abre uma exceção, que, se virar algo comum, acabará com o esporte feminino. Só haverão "Cris Cyborgs" competindo no esporte feminino. O que ela enfatiza no texto é bastante claro e aplicável ao caso da Cris Cyborg.
Responder
#17
Homens são tão foda que vamos dominar até as categorias femininas.
Chupa feminazi. Viva o patriarcado!


[Imagem: 1D1Vuqx.gif]
Responder
#18
Ana Paula é mais uma acéfala do mesmo naipe do frota, natural ela ter essa opinião. Ela vive tretando no twitter com outras jogadoras/atletas dos mais diversos esportes, dá retweet em Raquel Sherameupausade, Janaína Burrascal e MBL...
Responder
#19
So criar a liga dos LGBTQDPSB ué


[Imagem: n47818blizzlikesf43.png]
Responder
#20
Mas já tem transexual no mma.
Responder


Saltar Fórum:


usuários a ver este tópico: 1 Visitante(s)