Avaliação do Tópico:
  • 0 votos - 0 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Quem realmente é Olavo de Carvalho
#11
Orvalho do caralho



Viadinho


[00:20] <rav3n> #hnet rlz pq vai de pasta de dente passada no saco ao determinismo q o machado de assis quebrou em umas 20 linhas de chat



[url="http://internetisseriousbusiness.com/"]http://internetisseriousbusiness.com/[/url]
Responder
#12
[quote name='WiseDuck' timestamp='1493679919' post='3475058']

Ver um video do cara e tirar conclusão de toda sua obra é justamente preconceito infundado. Você escrever isso achando que está refutando, mas no fim está reforçando, só mostra o estado das coisas em relação a ele.

[/quote]

Bem, o que eu devo fazer? ver mais vídeos pra magicamente ver nele uma pessoa diferente dele mesmo, ou ver algum vídeo selecionado e específico pra ter uma impressão diferente dele?



Porque tudo que vi do cara até hoje serve ao mesmo propósito, segue o mesmo padrão, e na real, varia BEM pouco.



Não existem "coisas em relação a ele", é sempre ele em relação a qualquer coisa. É isso o que essas pseudo-celebridades-filosóficas/políticas fazem: barulho.
Responder
#13
[quote name='Sir_GrayFox' timestamp='1493681317' post='3475060']

Ok, então, por favor. Me explique qualé o contexto, real mensagem (subliminar?) e simbologia da pepsi usar células humanas como adoçante? (Se conseguir eu começo a levar o Olavo a sério).



Pq sinceramente esse papo de que "O mestre está sempre certo é vc que não entende oque ele diz" é coisa ou de seita religiosa ou de fanático.

[/quote]

De maneira alguma eu tentei dizer que ele sempre está certo e os outros é que não entendem o que ele diz. Repito: pra você entendê-lo -- assim como a qualquer pessoa mais profunda que um pires -- é preciso conhecê-lo. Em lugar algum eu fiz ou sugeri juízo de qualquer tipo.



Não sei muito dessa história da pepsi, senão por vários curtos textos acusatórios e difamatórios que pipocam pela internet, e um único video que assisti dele, segundo o próprio pela enésima vez desmistificando o fato, explicando que: (1) uma determinada instituição americana que realizava abortos nos EUA, (2) fazia experimentos biológicos com os fetos, (3) criou um produto químico advindo de uma cultura de bactérias criadas a partir de restos de fetos, (4) esse produto foi vendido pra pepsi e usado no processo de sei lá quais produtos da marca. Nunca fui atrás, mas segundo ele, já foi comprovado por vários levantamentos independentes.



A treta toda é que ele falou que a Pepsi usava fetos pra fazer seus refrigerantes, mas tirado de contexto e interpretado a bel-prazer, muitos o distorceram e quiseram entender que ele disse que havia pedaços de fetos no refrigerante, ou imediatamente no processo de produção.



Deixo o juízo sobre essa história e a credulidade para vocês, pois sei que quem quer acreditar numa coisa não vai mudar de opinião mesmo que eu escreva dez mil palavras, pinte, dance ou grave vídeos.



* * *



De qualquer forma, não criei esse tópico pra convencer os outros de que o Olavo é o pica das galáxias e que tudo que ele fez ou faz é certo e inquestionável. Vamos supor que ele foi completamente equivocado na história da Pepsi (que eu não concordo, mas dou de mão beijada aqui), ainda assim ele tem muito trabalho correto e relevante que merecem ser considerados. Seria igual eu deixar de estudar a teoria de linguagens do Chomsky porque ele é um canalha comunista, ou deixar de ler os métodos revolucionários de Lenin porque o legado de sua atuação política levou à morte ~100 milhões pessoas no mundo.



* * *



[quote name='Eddy' timestamp='1493683882' post='3475062']

Bem, o que eu devo fazer? ver mais vídeos pra magicamente ver nele uma pessoa diferente dele mesmo, ou ver algum vídeo selecionado e específico pra ter uma impressão diferente dele?

[/quote]

Esquece os vídeos, twitter e facebook dele, que são voltados para seus seguidores e, portanto, altamente contextualizados. Leia seus artigos de 2003 a 2009, ou os livros e ensaios da década de 90. Ou até mesmo o livro [url="https://www.amazon.com.br/M%C3%ADnimo-Você-Precisa-Saber-Idiota/dp/8501402516/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1493685471&sr=1-1&keywords=o+minimo+que+voce+precisa+saber+para+nao+ser+um+idiota"]"O mínimo..."[/url].
Responder
#14
Vish wiseduck vc é corajoso de tentar dialogar sobre o Olavo. É triste ver q mesmo a elite brasileira, exemplo médicos, advogados, engenheiros e empreendedores amigos meus são completos ignorantes em política.

O Olavo desenha como a política vem se comportando em espaços de tempo de no mínimo 30 anos, E QUE JA PODEM SER CORROBORADOS PELA PORRA DA CONSTATAÇÃO DE FATOS, e mesmo assim os macacos só sabem papagaiar hue feto de pepsi, terra plana.



Agora que tal refutar que a esquerda durante o próprio regime militar dominou a cultura, midias e universidades??? Difícil né.

Só se acreditar que o psdb é de direita kkkkkkk um partido fundado por um terrorista comunista é a direita do brasil.
Responder
#15
[quote name='WiseDuck' timestamp='1493685173' post='3475064']

De maneira alguma eu tentei dizer que ele sempre está certo e os outros é que não entendem o que ele diz. Repito: pra você entendê-lo -- assim como a qualquer pessoa mais profunda que um pires -- é preciso conhecê-lo. Em lugar algum eu fiz ou sugeri juízo de qualquer tipo.



Não sei muito dessa história da pepsi, senão por vários curtos textos acusatórios e difamatórios que pipocam pela internet, e um único video que assisti dele, segundo o próprio pela enésima vez desmistificando o fato, explicando que: (1) uma determinada instituição americana que realizava abortos nos EUA, (2) fazia experimentos biológicos com os fetos, (3) criou um produto químico advindo de uma cultura de bactérias criadas a partir de restos de fetos, (4) esse produto foi vendido pra pepsi e usado no processo de sei lá quais produtos da marca. Nunca fui atrás, mas segundo ele, já foi comprovado por vários levantamentos independentes.



A treta toda é que ele falou que a Pepsi usava fetos pra fazer seus refrigerantes, mas tirado de contexto e interpretado a bel-prazer, muitos o distorceram e quiseram entender que ele disse que havia pedaços de fetos no refrigerante, ou imediatamente no processo de produção.



Deixo o juízo sobre essa história e a credulidade para vocês, pois sei que quem quer acreditar numa coisa não vai mudar de opinião mesmo que eu escreva dez mil palavras, pinte, dance ou grave vídeos.



* * *



De qualquer forma, não criei esse tópico pra convencer os outros de que o Olavo é o pica das galáxias e que tudo que ele fez ou faz é certo e inquestionável. Vamos supor que ele foi completamente equivocado na história da Pepsi (que eu não concordo, mas dou de mão beijada aqui), ainda assim ele tem muito trabalho correto e relevante que merecem ser considerados. Seria igual eu deixar de estudar a teoria de linguagens do Chomsky porque ele é um canalha comunista, ou deixar de ler os métodos revolucionários de Lenin porque o legado de sua atuação política levou à morte ~100 milhões pessoas no mundo.



* * *





Esquece os vídeos, twitter e facebook dele, que são voltados para seus seguidores e, portanto, altamente contextualizados. Leia seus artigos de 2003 a 2009, ou os livros e ensaios da década de 90. Ou até mesmo o livro [url="https://www.amazon.com.br/M%C3%ADnimo-Você-Precisa-Saber-Idiota/dp/8501402516/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1493685471&sr=1-1&keywords=o+minimo+que+voce+precisa+saber+para+nao+ser+um+idiota"]"O mínimo..."[/url].

[/quote]





[quote name='hellforce(fk)' timestamp='1493685806' post='3475066']

Vish wiseduck vc é corajoso de tentar dialogar sobre o Olavo. É triste ver q mesmo a elite brasileira, exemplo médicos, advogados, engenheiros e empreendedores amigos meus são completos ignorantes em política.

O Olavo desenha como a política vem se comportando em espaços de tempo de no mínimo 30 anos, E QUE JA PODEM SER CORROBORADOS PELA PORRA DA CONSTATAÇÃO DE FATOS, e mesmo assim os macacos só sabem papagaiar hue feto de pepsi, terra plana.

[/quote]



Eu fui aluno 4 anos e meio do Olavo, e fora isso mais uns 3 anos lendo todos artigos, apostilas, ouvindo áudios de conferências, , etc. etc. Então minha opinião vale tranquilamente mais do que qualquer um aqui.

Então... sobre as análises políticas dele o negócio é o seguinte: o Olavo dá a lista de livros para a olavosfera ler e também dá de brinde o enfoque que ela deve dar ao ler. Enfim, o sujeito tem que ler e entender as coisas conforme o Olavo entenderia. Nesse caso é óbvio que "Olavo tem razão". É um sistema tautológico de confirmação. É replicação de receita de bolo: a diferença é mínima e conforme o cozinheiro, mas no final todo mundo vai fazer igual e quem deu a receita primeiro vai ser o bonzão. Embora não podemos negar que aqui ou ali ele acerta na política (eu diria materialmente, mas não formalmente, pois em política ele é personalista).



Quanto à filosofia dele, demorei para perceber o quão escandalosa era. A base dela está no que ele chama de "intuicionismo radical" (digitem isso aí no youtube que tem a explicação... quem quiser se aprofundar tem a apostila da Tripla Intuição, e eu NÃO recomendo). É o pilar de toda a filosofia dele; tudo que ele faz em filosofia se reporta ao intuicionismo radical. E essa teoria está errada. Uma das consequências da teoria dele é dizer que o homem não é um animal racional, mas um animal intuitivo-racional; o que é um escândalo. (Daria pra escrever umas dezenas de páginas sobre essa teoria-base dele). E, por fim, a filosofia dele tem um fundo existencialista, que é uma bosta tb.



O que a turma dele vai criar no futuro vai ser um sistema de enganação muito mais danoso e profundo que o sistema comunista que começa agora a ruir, justamente porque são muito mais inteligentes e preparados. (Mas por ser todo um grupo com o espírito de rebelião à flor da pele, nada de bom sairá daí)



Edit/TLDR: Não percam tempo com ele. Ele não é o cara que a turma pintou (o paranóico conspiracionista), mas também ele não é o gênio que o outro lado diz que ele é. Uns meses de Aristóteles e Santo Tomás (e seus bons intérpretes) já dispersam 99% dessa ilusão.


[url="http://sc2sig.com"]

[/url]
Responder
#16
Haz, antes de mais nada, estou muito grato por compartilhar sua experiência, vou procurar saber desses conceitos para estar precavido dessas possíveis enganações. E você tem total razão quanto o valor da sua opinião, e eu não saberia nem por onde começar a responder sobre o valor da filosofia dele, mesmo porque eu só conheço "de vista".



A única coisa que posso escrever aqui é basicamente uma repetição, um pouco mais detalhada, do que já fiz antes. Independente do valor da filosofia dele, a missão de reeducação e recriação da intelectualidade no Brasil é o que considero mais importante. O fato de ele trazer obras "proibidas", identificar e quebrar o ciclo de alienação, de combater a pedagogia escravizadora de Piaget e comparsas, são contribuições essenciais para o futuro do país.



A única coisa que estranhei no que você escreveu é a metodologia do curso dele. Não sou aluno dele, e as chances de isso mudar ainda são remotas. Mas o Olavo vive repetindo sua heurística de estudo e aprendizado:


  1. Ir às fontes diretamente, sem comentários ou guias de acompanhamento;

  2. Evitar traduções, mas só ler o original quando estiver certo de que entende a língua escrita da época escrita;

  3. Toda obra precisa ser lida e quase vivida, se colocar no papel do autor, se abster de criticar;

  4. Só depois do entendimento completo e ciente do contra-ponto, aplicar a crítica.


As vezes eu entendi errado, mas parece contra o que você escreveu que ocorre no curso.



Outra coisa é que o "Olavo tem razão", pra mim sempre foi materialmente mesmo, mas pode ser pelo meu desconhecimento dos emissores...
Responder
#17
Nem adentro muito as filosofias dele.



A diferença é o entendimento dele sobre os fenômenos políticos.



Sobre o globalismo ele pode estar bem equivocado, mas no que toca a cultura comunista no brasil e o islam, o véio loco é sólido.
Responder
#18
Olavo, assim como bolsonaro nos prova que 99% das pessoas apenas leem as manchetes/titulos e raramente quando leem tudo, entendem apenas oq querem...abracos


[size="5"]"Enquanto houver uma Estrela Solitária no céu, Urubu nenhum voa mais alto..!"[/size]

[Imagem: 117vkvp.jpg]
Responder
#19
[quote name='WiseDuck' timestamp='1493690312' post='3475069']

A única coisa que estranhei no que você escreveu é a metodologia do curso dele. Não sou aluno dele, e as chances de isso mudar ainda são remotas. Mas o Olavo vive repetindo sua heurística de estudo e aprendizado:

  1. Ir às fontes diretamente, sem comentários ou guias de acompanhamento;
  2. Evitar traduções, mas só ler o original quando estiver certo de que entende a língua escrita da época escrita;
  3. Toda obra precisa ser lida e quase vivida, se colocar no papel do autor, se abster de criticar;
  4. Só depois do entendimento completo e ciente do contra-ponto, aplicar a crítica.
[/quote]

A 4 foi inclusive o que eu fiz (não neste tópico, mas no meu intelecto, rs). Então acho que tem que fazer isso mesmo. O único problema é que ele acha que merece que eu fique 20 anos estudando com ele igual Aristóteles ficou com Platão antes de criticar. Acontece que nem eu sou Aristóteles e nem ele é Platão. Então acho que 4 anos e pouco está de bom tamanho para se dedicar quase exclusivamente a um filósofo. (E eu esqueci de falar que fiz vários daqueles outros cursos avulsos dele. Só não falo "todos" porque deve ter algum perdido aí que eu não fiz)





A 3 é reflexo do existencialismo que compõe o DNA da filosofia dele.

Os conhecimentos que valem ser conhecidos na Filosofia normalmente são de ordem universal, de modo que eu não preciso de repetir tudo eu mesmo para chegar a um enunciado universal que já me foi passado e explicado. Não preciso redescobrir a roda a cada novo autor. Por exemplo, se pelo menos uns 3 sujeitos com autoridade no assunto me explicam porquê o marxismo é errado, eu não vou precisar ler todas as obras menores de Marx e me tornar marxista algum tempo para "viver o drama" da situação. E quando eu digo porquê eu quero dizer uma explicação pelas causas. O existencialista não se contenta com isso; ele precisa do particular... na prática é como se ele tivesse que experimentar o veneno para sentir o drama que é morrer envenenado. Eu passo.



Quanto à questão das fontes eu diria que é discutível. Não acho que qualquer um está habilitado a pegar a Metafísica do Aristóteles (para dar um exemplo) e tirar tudo o que se tem pra tirar. Só ler as explicações de Santo Tomás sobre a Metafísica para comprovar o que eu estou dizendo. Inclusive o próprio Olavo faz o trabalho de ler o Descartes para nós no COF e depois no livro (eu não sou entendedor de Descartes, mas comparando o que eu já li e o que ele explicou, acho que ficou bom... inclusive ele usou algo do Martial Gueroult, que é fonte secundária). De certa forma isso ai cai no mesmo problema do 3: a incapacidade de aceitar a universalidade do conhecimento.



E a questão de trazer livros acho que foi boa sim. A turminha de "os dias eram assim" fez um trabalho de terra arrasada no país; coisa de último grau de decomposição. E ele ajudou o país a voltar a ter bibliografia decente, isso não nego.



Óbvio que algo de bom teve nesses anos que eu estive lá, mas só falei o que falei para que quem for se aventurar nesse mundo, que já comece por Aristóteles/Santo Tomás (e seus bons intérpretes; se possível eles primeiro. e.g: Henri Gardeil) que vai poupar muito tempo. O bom intérprete no mínimo é como um mapa para navegar em águas que nunca vc navegou.


[url="http://sc2sig.com"]

[/url]
Responder
#20
Cara, o seu testemunho reforça então a minha imagem do curso dele. Já me senti compelido por várias vezes a começar a fazer, mas eu tinha essa imagem de que esse tipo de estudo, indo às fontes e vivendo-as, que me parece a melhor forma, é extremamente trabalhoso. A menos que eu tivesse como objetivo ser filósofo, ou um estudioso/analista, me pareceu mesmo que não iria poder aproveitar. Se eu fosse rico, ou filosofia enchesse barriga, faria. Infelizmente, não tenho tempo e disposição pra dedicar a isso e ao restante da minha vida ao mesmo tempo.



Confesso que tenho tendência a gostar dessa abordagem de aprendizado existencialista, de viver os atos e causar os fatos, é o que uso pra aprender ciência da computação por exemplo. Mas estou na caverna nessa área, não faço ideia de algum contraponto que não sejam os métodos fraudulentos em voga no Brasil.



Sobre a questão do guia para as fontes, talvez eu tenha me equivocado. A listagem ali eu não copiei de lugar nenhum, tirei de cabeça do que conheço desses 3-4 anos que tenho lido os artigos e livros dele. Lendo o que você escreveu, talvez o que ele prega mesmo é ir à fonte original, e não ficar apenas no fulano que citou cicrano, independente do guia.



Sobre o intuicionismo radical, procurei e assisti os dois primeiros vídeos no youtube, que são do Olavo mesmo. Não tenho condições de fazer qualquer análise sobre, fiquei boiando, com a sensação de que "pode fazer sentido". É como já escrevi, sou um zero a esquerda em filosofia e nem tenho lá grandes pretenções nessa área senão saber o mínimo pra não ser um idiota (pun intended). O que eu gosto mesmo no Olavo são as análises políticas e a quebra da hegemonia da voz e da (anti)intelectualidade esquerdista, revolucionária, positivista e liberal no Brasil.
Responder


Saltar Fórum:


usuários a ver este tópico: 1 Visitante(s)